Páginas

Sabe aqueles dias que você tem vontade acabar com sua própria existência, tamanha a ignorância que se aloja em sua mente as vezes? Pois é assim que estou me sentindo hoje, um ser desprezível e desprovido de inteligência. Fiz uma coisa ruim, involutariamente, na verdade não me atentei as consequências e acabei deixando uma pessoa querida com muita raiva de mim, decepcionada mesmo e provavelmente isso vai se refletir em outras tantas pessoas queridas também. Não o condeno afinal, nem me conhece, não tem como avaliar meu carater e eu estou tão decepcionada comigo mesma que só de pensar lágrimas me veem aos olhos. Para qualquer um pode parecer besteira, mas quem me conhece sabe que sou exatamente assim, quando cometo um erro eu sofro pra caramba, vira uma tragédia, mas sinto que isso realmente é, porque estava tudo caminhando tão bem e aí acontece isso... será que eu merecia mais esse tapaço da vida? Já pedi perdão, mas acho que nunca será suficiente e acho sinceramente que por suas palavras ele não vai nem olhar mais na minha cara, quanto mais me perdoar. Droga porque tenho que ser tão desatenta, que as vezes me esqueço de coisas tão óbvias? Caramba, estou muito chateada comigo e não há nada mais que possa ser feito para mudar isso, agora é tarde e vou perder o pouco que eu tinha conquistado, mas é bem feito, vou ter que conviver com isso. Recomeçar? Acho que não é possível, a porta de fechou e está trancada pelo lado de dentro...

0 comentários: