Páginas

Após passar pela minha "desgraça" mensal, cheia de requintes dolorosos, pude curtir o sol a brilhar no céu desta tarde. Um passeio no shopping, compras, lanches tudo que adoro fazer na companhia da minha mãe. Tudo para compensar o dia frio e sombrio de ontem. Onde minha cabeça girava em dúvidas irreais, em preocupações tolas próprias desse periodo em que não comando meus pensamentos. Hoje tive também a grata surpresa de encontrar dois primos que há muito não via e saber que um deles está trabalhando e morando no Rio de Janeiro vê se pode uma coisa dessas... Curti muito o dia de hoje, alias acho que todo o feriado, pois descansei bastante, ajeitei os materias de aula, só preciso produzir um pouco, mas acho que o que vou curtir mesmo é o dia de amanhã, que é o "nosso dia". Minha euforia decreta que estou de volta ao meu corpo, após tenebrosos dias... mas isso me faz lembrar que a segunda está aí e que preciso resolver um problema que ainda não sei como, que preciso resolver várias coisas a respeito da minha ida à Jaraguá e também me preparar psicologicamente para minha ida a Curitiba.

Outra coisa que está me enlouquecendo é essa súbita vontade de retomar meu livro. Sinto muita falta dele, essa é a verdade, mas essa minha rotina de só sentar na frente do PC a noite acaba prejudicando minha produtividade, ainda mais agora que resolvi fazer uma alteração substancial bem no meio da história, isso vai dar muito trabalho que eu sei, mas é preciso, afinal ele só estará pronto quando eu achar que ele está perfeito e para isso ainda falta muito, mas sinceramente desejo que ele ficasse pronto antes de completar uma década. Preciso pedir um pouco de calma e inspiração à Deus para encontrar o momento certo de mexer e recomeçar sem destruir tudo que construir com tanto carinho...
Bem, agora é só esperar pelo dia de amanhã...

0 comentários: