Páginas

Era necessário, necessário tentar colocar para fora tudo que estou sentindo, mesmo sabendo que não lerás. Ninguém mais tem paciência para meus sentimentos. Tudo aconteceu tão rápido, você voltar e você sair da minha vida e agora nem sei se você algum dia vai voltar. Fica a sensação de que você cansou da menina ingênua, pura, acanhada, inexperiente. Parece que foi um jogo, você me queria de volta, mas descobriu, no meio do caminho, que não era bem isso que você queria. Que na verdade, era muito melhor estar sozinho e apenas curtir com outras mulheres, sem compromisso. O que sei é que para mim tudo isso foi muito sério. E será que alguém está pensando em mim, em como eu fiquei com tudo isso? Não me importo com você me dizendo que me libera do compromisso, nem que o que vivemos foi especial, eu quero saber onde foi parar todos os seus planos, sua admiração por mim, seu amor. O que aconteceu com tudo isso? Se eu era a mulher da sua vida, seu anjinho, por que não sou mais? O que mudou, o que fiz de errado? Você tinha tanto prazer de me ter contigo, de me apresentar para os seus amigos, falar de mim pra eles e agora você nem lembra mais que existo. E me desculpe, mas não pode ser apenas por causa do trabalho. Será que você não entendeu que o que me incomodava não era o fato de não poder estar contigo, mas o fato de você não compartilhar suas coisas comigo por livre e espontanea vontade? De você não entender que mais do que sua amiga, ou namorada, rolo, mulher, sei lá, eu queria ser sua companheira? Você despertou em mim o desejo de cuidar de alguém, de ter uma outra vida. Eu cheguei no ponto que estou profissionalmente realizada, de uma forma ou de outra tenho minhas coisas e só me faltava o amor, que na verdade sempre esteve ali e foi personificado no dia que você disse que me amava. É, você acreditou tanto que dizer "eu te amo" para uma pessoa estragava tudo, que estragou e está me fazendo sofrer, a mulher que te ama há 10 anos, que custou para aceitar que não podia te ter de volta e que você fez despertar o amor adormecido dentro do peito. Eu me atirei de cabeça, sem olhar para trás. Aceitei suas manias, seus pensamentos, respeitei tuas vontades, fui quase submissa, coisa que não é da minha natureza, tudo porque te perder era a pior visão que eu podia ter e pra que, no final eu fiquei sem você do mesmo jeito e sem saber o que fiz de errado. Eu sei que meu coração não mentiu quando me disse que era você o homem da minha vida e isso era tão evidente que qualquer um via, até quem nem me conhecia direito."Eu só queria saber onde estou errando para consertar"... você não vai lembrar dessa frase, mas é sua e estou me apropriando dela para te questionar isso... onde eu errei? Não entra na minha cabeça que uma pessoa que me tecia tantos elogios, que me olhava tão fundo nos olhos simplesmente tenha deixado de me amar. Ah o trabalho te deixou muito stressado, beleza, mas a vida é mais do que isso, a gente passa a vida fazendo várias coisas ao mesmo tempo e só você não consegue, nem se quer pensar e nem vem com essa papinho de que sou funcionária pública, não trabalho mesmo, porque sou contadora e tenho muita responsabilidade e infelizmente minha profissão exige que eu tenha estudado e de preferência não pare. Mas isso também não vem ao caso, você já sabe o que me entristece. E eu só queria poder sair dessa espera e saber se você vai me querer de volta ou se a nostalgia passou e você quer mesmo continuar com está. Só lembre-se que você não pode me penalisar pelo que outras mulheres fizeram com você, às vezes você parece que queria me castigar por elas, sendo às vezes frio, às vezes fechado, esquivo. Eu só queria poder merecer um pouquinho da sua atenção, mas isso quem decide é você. Eu? Eu vou continuar esperando porque não é possível amar duas pessoas e só com paixão não consigo levar um relacionamento adiante. Eu te amo, não esquece!
Consegui a proeza de ficar com menos tempo estando em casa do que trabalhando... acho que é o hábito de querer resolver tudo que ficou pendente durante o tempo que estava trabalhando. Apesar de que eu já deveria ter aprendido que não se faz nem metade das coisas que gostaria e no final as férias foram curtas demais. Segunda já terei que voltar e sinceramente gostaria de ficar por aqui mais um pouquinho. Fisicamente encontro-me bastante cansada, mas sei que esse cansaço físico é recompensado pelos resultados que trouxeram. Por outro lado estou ansiosa por ter pela primeira vez meu amor na minha casa. E acho que essa ansiedade misturada ao cansaço estão me deixando um pouco perturbada. Fico só pensando que gostaria que nosso dia aqui fosse como o úlimo domingo, em que pude olhá-lo nos olhos tão a vontade, beijá-lo, abrir meu coração. Quero que ele se sinta a vontade aqui, assim como também quero me sentir a vontade com sua presença. E afinal de contas, é nossa comemoração de 3 meses não quero estar chata como em tantas outras oportunidades e além do que será a primeira vez nesses 3 meses que estaremos juntos no dia da comemoração. Ele merece que eu seja dedicada e querida, apesar de que acho que tenho me redimido de alguns momentos não tão agradáveis. Aos poucos vamos nos acostumando um com o jeito do outro e o que tem que ficar para mim é que devo esquecer tudo isso quando estamos juntos, porque temos muito pouco tempo juntos para disperdiçá-lo com essas miudezas. Que venha o nosso dia então e que Deus nos permita a graça de que seja perfeito.
Vivo uma roda vida... há cada dia me pego com idéias diferentes, outros pensamentos. Nem mesmo eu me entendo e chego a ficar com raiva de mim mesma dos absurdos que passam por minha cabeça, principalmente em momentos como tive ontem: a plenitude de saber que sou amada e que amo, transmitida por um abraço, por um olhar. Sei que nascemos para pertencermos um ao outro e mesmo com as divergências, com os momentos distintos que vivemos, Deus nos colocou um na vida do outro quando achou que era a hora. Nem tudo é fácil, bonito, mas a vida é cheia de obstáculos e o que a torna feliz é superá-los. Tantas coisas desejei e se realizaram, outras tantas já tinha desistido até encontrar alguém que desejava as mesmas coisas que eu. Estou entregue e assumo que algumas coisas são bem dificéis de controlar, principalmente porque agora estou entendendo como elas realmente acontecem. Quando ele me aperta em seus braços, quando o beijo, perco o chão. E sei que com o tempo isso será mais difícil, mas saberei me contentar com seu toque em meu rosto, com o calor de seu corpo enquanto me envolve em seus braços, sentindo sua face junto a minha, enquanto envolve seus dedos pelos meus cabelos, meu olha nos olhos, me beija. É um momento realmente único! E fico pensando me nossas aulas de dança e vejo como sou sua, porque não tenho vergonha de errar quando estou com ele, não temo me expor, me sinto segura. Queria ter podido vê-lo hoje para ter lhe dito isso pessoalmente, mas está aí uma coisa que ainda não fizemos em plenitude: falar do que sentimos olhando um nos olhos do outro. O que não sai da minha cabeça é pensar que me guardei a vida todo pensando que foi em vão e agora sei que me guardei pq era para ser assim, era para ser especial, como será, se Deus quiser: serei uma mulher de um homem só e ele será só meu... isso não é lindo?
Mas deixando o amor um pouco para lá, estou de férias, é bom, mas é estranho não fazer nada. Queria estar motivada e com forças para ajeitar tudo que está fora do lugar e pior que não tem pouco coisa, fora as coisas da aulas que preciso fazer, a casa que está uma zona, quero fazer tanto e acabou por não fazer nada, mas terá que ser diferente, até pq se eu não tomar as rédias da turma a coisa vai virar um caos e é melhor eu aproveitar o tempo que tenho para passar conteúdo, antes que seja tarde e eu não tenha mais tempo de me preparar. É o aviso da mudança batendo minha porta e não posso ignorá-lo.

Tudo caminha para o desconhecido, para o desafiador. Preciso arregaçar as mangas e lutar!
E acabou o final de semana prolongado infelizmente. Acho que até já estava me acostumando em ficar em casa... Fui arrebatada por um danada de um gripe hoje e por todo dia me senti imprestável, mas agora a noite está ainda pior. Tive um dia fora do comum, já que começamos o curso de dança hoje. Nossa, foi como descobrir algo escondido dentro de mim. Sei que não sou uma eximia dançarina, mas vou me esforçar, até porque meu querido parceiro vai precisar de toda a minha atenção, compreensão e paciência, para que possamos encontrar o nosso ritmo, a nossa velocidade para ter entrosamento, algo que acredito estar faltando para nós, até porque vamos falar sério, só namoramos a 2 meses, sou sua primeira namorada, com certeza algumas coisas devem ser bem dificéis para ele, mas vou ajudá-lo a superar. Conheci meu cunhado e sua noiva hoje também e fiquei bem feliz, a primeira impressão de ambos foi excelente. O dia foi muito bom, teria sido melhor se não fosse esse mal estar que me deixa chata e sem vontade para nada. Daqui a duas semanas ele vêem a minha casa e depois vou na dele, será uma grande provação, aliás não há provação maior do que o curso de dança. Ele mostrará exatamente nossas personalidades e como pode ser nossa vida juntos. Diria que define muita coisa... então que venham as 20 semanas...
Após passar pela minha "desgraça" mensal, cheia de requintes dolorosos, pude curtir o sol a brilhar no céu desta tarde. Um passeio no shopping, compras, lanches tudo que adoro fazer na companhia da minha mãe. Tudo para compensar o dia frio e sombrio de ontem. Onde minha cabeça girava em dúvidas irreais, em preocupações tolas próprias desse periodo em que não comando meus pensamentos. Hoje tive também a grata surpresa de encontrar dois primos que há muito não via e saber que um deles está trabalhando e morando no Rio de Janeiro vê se pode uma coisa dessas... Curti muito o dia de hoje, alias acho que todo o feriado, pois descansei bastante, ajeitei os materias de aula, só preciso produzir um pouco, mas acho que o que vou curtir mesmo é o dia de amanhã, que é o "nosso dia". Minha euforia decreta que estou de volta ao meu corpo, após tenebrosos dias... mas isso me faz lembrar que a segunda está aí e que preciso resolver um problema que ainda não sei como, que preciso resolver várias coisas a respeito da minha ida à Jaraguá e também me preparar psicologicamente para minha ida a Curitiba.

Outra coisa que está me enlouquecendo é essa súbita vontade de retomar meu livro. Sinto muita falta dele, essa é a verdade, mas essa minha rotina de só sentar na frente do PC a noite acaba prejudicando minha produtividade, ainda mais agora que resolvi fazer uma alteração substancial bem no meio da história, isso vai dar muito trabalho que eu sei, mas é preciso, afinal ele só estará pronto quando eu achar que ele está perfeito e para isso ainda falta muito, mas sinceramente desejo que ele ficasse pronto antes de completar uma década. Preciso pedir um pouco de calma e inspiração à Deus para encontrar o momento certo de mexer e recomeçar sem destruir tudo que construir com tanto carinho...
Bem, agora é só esperar pelo dia de amanhã...
Há tempos que não escrevo, apesar da vontade. Sinto que há muito a dizer. Tenho vivido momentos de muitas emoções, descobertas. Aprender a lidar com meus pensamentos, entender o que se passa em minha mente, o que fiz ao longo da minha história de errado que só tenho oportunidade de consertar nas relações futuras, como estou fazendo agora. Me sinto com 17 anos outra vez, uma adolescente descobrindo o beijo, o jeito de lidar, de tocar, o desejo, a necessidade de estar junto, coisas que só descobri agora apesar de já ter me relacionado antes. Estou mais madura, mais receptiva, livre das preocupações de me expor, de tomar iniciativa de demonstrar carinho. Sinto-me mais segura e talvez esse seja o fator fundamental e decisivo. Em conversa recente coloquei algumas informações na mesa para alguém que é responsável por quem sou hoje e com quem não fui muito sincera quando devia. Foi uma conversa muito boa e disso tiro o momento em que ele me disse que talvez sua passagem pela minha vida fosse para que eu pudesse me encontrar já que não estava pronta para receber o que ele tinha para me oferecer. Eu aprendo com a vida e vou superar tudo que ainda me incomoda. Um mês se passou e ainda não em amor, em amar. Lamento se a vida me ensinou que amar é mais do que posso sentir agora. Com isso, sei que ao menos uma vez estou sendo sincera comigo mesma e estou me dando uma chance, estou apostando e investindo em algo que não depende só de mim. Passei os anos me dedicando a sentimentos sem futuro, mas que me ensinaram muito a partir do momento em que pude enteder porque as coisas aconteciam.
Além disso vivo um momento de constante espera no lado profissional. Por um lado quero começar logo, mas por outro ainda estou muito agarrada as coisas e principalmente as pessoas é difícil saber que algumas delas simplesmente vão deixar minha vida quando eu sair, apesar de nunca deixarem meu coração. Essa é a etapa que ainda me falta cumprir. Começar de novo com tudo novo. Tenho medo as vezes do que me reserva o futuro, tantas novidades, experiências, riscos, mas uma coisa é certa: Deus estará do meu lado para me dar força e coragem para atravessar todas as adversidades.
Fui surpreendida logo após despertar com o som de aviso de recebimento de mensagem no celular. Saltei da cama e tive a grata surpresa de que a mensagem era dele. Fui fazer compras para as encomendas da semana e na volta respondi. É tão bom saber que ele não fica me criticando pelos meus grilos e me aceita como sou. O que posso fazer se nesse quesito a experiência não é meu forte. Sei que levo alguma vantagem sobre ele, mas a falta de entedimento e intimidade nos outros relacionamentos me tornaram esquisita nessa questão e fico sempre tateando para ver se o terreno é seguro para prosseguir. Eu desejo realmente que o que estou sentindo seja sincero, verdadeiro e duradouro, porque bom já é pra caramba. Quero poder gritar ao mundo que alguém gosta de mim e que gosto de alguém também, e que não importa o emprego que ele tem, sua formação acadêmica, sua aparência, o que importa é que nossa relação nos complete e nos mantenha felizes, já que ninguém faz ninguém feliz. Eu acredito realmente que posso gostar dele de verdade, porque não existe mais ninguém em meu coração, nenhuma esperança tola, nenhum sonho ou amor platônico, quero apenas viver cada dia, receber suas palavras e seus gestos com muita atenção e cuidado, quero viver algo que seja para mim e seja de verdade, não algo idealizado e nunca realizado. Quero que dure! Acredito que Deus está me oferecendo tudo que posso querer de momento, desafios, esperança e amor. Algumas coisas eu sei, nunca serão esquecidas, vão me acompanhar por toda a vida, mas por outro lado, não posso realmente esquecê-las, porque são por elas que me tornei quem sou. Algumas pessoas eu vou realmente amar por toda a minha vida, mas um amor puro e ingênuo, de amigos. Um amor pelas pessoas que escolhi e que me escolheram para compartilhar suas vidas por algum momento. Nada dura para sempre, vou ter que aceitar a distância de pessoas que são fundamentais para mim, mas cada um tem o seu caminho e se Deus quiser esses caminhos ainda se cruzaram. Da forma como as coisas estão caminhando só gostaria de poder resolver minha vida financeira, para me acalmar um pouco e viver ao invés de só ficar fazendo contas, mesmo que as vezes eu não as siga. Queria que as encomendas superassem minha espectativa. E claro, queria fazer meu primeiro livro ficar pronto e fazer o segundo deslanchar, mas quem sabe com meu novo emprego eu não consiga adquirir um bem que me auxilie nessa tarefa, já que adoro escrever viajando. Bem, o que sei é que algo dentro de mim mudou e quero que se mantenha assim, por isso não tenho pressa, quero tempo para fazer as coisas de forma a não estragar tudo depois.
Vejo os dias passando e simplesmente eu deixando de registrar o que vem acontecendo, quase duas semanas em silêncio, é tempo demais para me manter fechada. Ouço "When You're Gone" - Avril Lavigne, e penso me tudo que se passou. A possibilidade da minha saída, ou melhor a certeza de que mais cedo ou mais tarde isso vai acontecer, tem mexido com muitas pessoas e principalmente comigo. Na realidade acho que para mim a ficha ainda não caiu, ainda não me dei conta de que meu tempo está acabando. O primeiro ponto positivo foi saber que sou querida e importante na equipe. Depois uma reaproximação que é muito bem vinda. Tudo será novo eu sei. Cheguei a desfazer da minha decisão após um informação equivocada, mas que se fosse verdadeira teria mexido muito comigo, porque descobri que algumas pessoas fariam de tudo para não me perder. Além disso, essa semana dei o pontapé inicial para meu outro desafio: as aulas. Estive na escola e começo dia 03/03. As encomendas começam a se movimentar e depois de algum tempo começo a me sentir apaixonada, ou pelo menos muito envolvida. Tivemos um segundo encontro,que foi tremendamente melhor que o primeiro, com direito a pegar na mão e tudo, mas sem beijo, ainda, apesar de a vontade ter passado pela minha cabeça e agora sei que pela dele também. Deixei claro meus grilos em relação a isso, mas sei que ele ainda não deve ter recebido a mensagem, já que está viajando e lá o celular não pega direito. A grande novidade da semana foi o nascimento do meu sobrinho, é inexplicavel o que senti ao ver aquela criaturinha, não dá para descrever. Hoje fomos vê-lo novamente e ele continua lindo! Bom, em resumo as transformações que estão para acontecer na minha vida tem mexido com muita gente e eu só quero nunca deixar de ser importante. Nunca ser esquecida!
Como era de se esperar foi uma semana inesquecível. Com direito a enchente e tudo, para onde quer que eu olhasse havia um ruim sobre a ruim, nossa são imagens que não sairão mais da minha cabeça. Com o passar dos dias fui contando para um a um o que estava acontecendo e esperando a reação de cada um. Alguns mais eufóricos, outros nem tanto. O que sei é que conforme se aproximava o tão esperado dia da resposta, mais angustiada eu ficava e menos concentrada. O que era divertido nisso tudo era vê-lo mais ansioso do que eu, dava até vontade de perguntar se tudo isso era vontade de se livrar de mim, mas ele podia se ofender e tbm sei que isso não é verdade. Na quinta a resposta não saiu e apesar de toda ansiedade pelo resultado, havia mais algo povoando a minha mente: o tão esperado encontro. Como desejado, nada foi premeditado ou planejado, nos encontramos ao acaso antes da hora marcada, com um vaso de flores ele me esperava. Muitas palavras foram trocadas, momentos sobre a vida de cada um, fomos ao cinema, conversamos mais um pouco e qdo estavamos na estação trocando as últimas palavras senti que ele já deseja seguir para a próxima casa, mas não aconteceu e tbm nada foi dito, apenas de que deveriamos nos conhecer melhor. Sinto que causo uma comoção nesse tipo de rapaz e que efetivamente, talvez esse seja o melhor para mim. Muitas barreiras terão que ser quebradas para que a coisa de certo, mas sei que ele já tem muitas expectativas e apesar de aguardar ansiosa cada msg sua, ainda tenho muitas dúvidas.
Enfim, chegou a sexta-feira e logo cedo me deparei com a surpresa, o resultado se mantinha inalterado, eu continuava em primeiro. Tive muita vontade de chorar, mas não queria chamar atenção ainda. Mas aos poucos a notícia foi se espalhando e ocorreu uma sucessão de abraços e desejos de boa sorte que nem eu esperava que aconteceria. Chorei muito qdo ele me abraçou, saltando de sua cadeira ao ler a folha que eu colocara frente ao seus olhos. Foi muito bom e agora sei que muito precisa ser feito para corrigir meus erros, para deixar a casa em ordem e não cometer os mesmos equivocos do passado. Quero que a porta continue aberta... Agora o jeito é esperar a única certeza que fica é que meus dias lá realmente estão acabando...
Uma nova semana começa e me senti como se tivesse sido atropelada. Além de toda a questão do concurso, com correria, contratempo para encaminhar a documentação e o medo de perder minha colocação (agora que senti o gostinho fica dificil abrir mão), teve ainda os problemas de saúde que se abateram na casa desde ontem que me fez tirar forças não sei dá onde para resolver tudo e hj uma fraqueza fora do comum. Espero estar recuperada amanhã, pq a semana será pesada.
É como diz minha frase de exibição no msn, minha vida está de cabeça para baixo! É como fazer um flashback de janeiro de 2005. Essa semana está sendo um misto de sentimentos, tanto que nem consigo me expressar fazendo o que mais gosto que é escrever. Como tudo começou? Segunda, aguardando o resultado do concurso de Jaraguá, me deparei com uma notícia que jamais poderia esperar: eu em primeiro lugar? Parecia uma piada. Mas não era, de repente eu cai na real e pela primeira vez senti que vou deixar meu trabalho mais rápido do que imaginava. Já era tarde e não tinha para quem contar. No dia seguinte, indiretamente contei para um, mas pedi que não houve alarde, depois contei para meu querido amigo, que por sinal ficou felicissimo por mim, contei para amigos de fora do trabalho, mas ainda não estava satisfeita, algo estava me corroendo por dentro. Só ontem que contei para uma amiga de lá e o quebra-cabeça foi se montando me mostrando que se eu realmente quiser isso, muito havia para ser feito, inclusive deixar o chefe a par e foi o que fiz. Com tudo isso, abri mão do curso que ia ministrar e fiquei vagando pela cidade até ir na ACE e resolver a questão da pós. Então segui meu rumo e pela primeira vez senti uma dor dentro de mim, tudo se tornou tão real, que chorei. Estava fora de mim que quase perdi os documentos da pós, chegou a ser cômico depois que estava resolvido. Então hoje foi como se nada tivesse acontecido. Preciso despachar os documentos amanhã para Floripa e não tive resposta do sindicato, o que está me deixando angustiada, é como ver uma chance escapando por entre os dedos. Bem, enquanto eu escrevia o prof. me ligou e vai me fornecer a declaração conforme encaminhei, pelo menos estou tentando. Depois disso vai começar a angustia de esperar o resultado que pode demorar até duas semanas, acho que vou ficar louquinha enquanto isso. O pior é ter que manter sigilo, fico com tanta vontade de abrir logo o jogo pra galera, mas não posso, enquanto isso tenho que trabalhar direitinho para não deixar problemas pelo caminho! No meio desse turbilhão não posso esquecer de registrar o momento maravilhoso que estou vivendo, parece um sonho, mas que espero que logo se torne real e que me permita dizer a todo mundo que alguém gosta de mim outra vez e pela aquilo que sou. Suas msgs são cada dia melhores e me deixam mais envolvida, esperando, sonhando e curtindo cada momento, sem pressa. Com certeza essa é uma das grandes lições que tira desse momento, ter paciência e apreciar cada pequeno momento.
Fiquei distante durante alguns dias... nada que não fosse previsto. Conforme os dias correm acabo deixando a rotina apagar minha inspiração, mas se for da vontade de Deus, ainda terei muita inspiração para escrever. Já passou uma semana desde que essa história começou. No domingo indo para Jaraguá não pensei em nada, só deixei as coisas acontecerem. Foram dias de angustia até que ele me disse o que eu tanto precisava ouvir, já estava sentindo que começava a ter ideias para minar algo que estava tentando florescer. Mas agora sei que é preciso ter paciência e deixar que as coisas aconteçam naturalmente, cada coisa ao seu tempo. Vou respeitar o tempo dele, assim como sei que haverá um momento que eu precisarei de tempo, principalmente qdo for para encarar a história de verdade. É uma experiência tão estranha e ao mesmo tempo tão gostosa que nem sei descrever. Só sei que vou aproveitar cada parte, cada palavra, sem pressa, qdo as coisas forem para acontecer e isso quem irá definir é ele eu desejo estar pronta. Eu sinto algo mudando dentro de mim e é uma sensação muito boa, que não quero perder. Quero cultivar esse sentimento que aos poucos está tomando espaço dentro do meu peito e ver o que acontece.

Agora me recolho pq ontem só deitei tarde, tudo pq deu um virus no pc e não sosseguei enquanto não acabei com ele, tava peguei o gabarito do concurso, não foi animador, fazer o que, o que é meu tá guardado!

Me peguei entorpecida por uma pessoa quem nem rosto para mim tem, salvo a vaga lembrança de algo que faz mais de um ano. Eu pedi para amar de novo e parece que isso esta prestes a acontecer, tenho até medo de ficar feliz, pq de repente posso perder tudo que nem tenho, quase não me reconheço pq faz tanto tempo que não sinto isso. E minha cabeça mudou tanto tbm só falta aplicar isso na prática. Estou com medo de ter falado algo que o afaste de mim ou o faça perder o interesse. Estou pirando essa é a real, mas eu preciso ficar calma e acreditar q isso não é um sonho.
Minha cabeça vem se ocupando de outras coisas, ao mesmo tempo que abandono certos paradigmas... o ano começou diferente essa é a verdade. Aquele a quem dediquei meus pensamentos, minhas lágrimas já não habita com tanta intensidade minha mente, já era hora, é verdade e não tenho pesar em agir da forma que estou agindo. Acho que sofri tempo demais com isso. Acabou! Dizer que nunca mais vou me pegar pensando nele, desejando, sentindo saudade e até chorando pelas coisas que aconteceram seria mentira, mas não vou mais perder meu tempo com alguém que escolheu seu caminho e que vai passar a vida todo escondendo do mundo que fui importante em sua vida. Lamento que ele não tenha coragem suficiente para assumir, prefere ficar encoberto, tudo outras pessoas podem o ouvir agora, eu já não sirvo mais, que assim seja então, já não me importo. Cansei de ser desprezada, colocada de lado, agora é minha vez. Deixe que o tempo se encarregue de fazê-lo sentir minha falta, se é que algum dia isso realmente vai acontecer, enquanto isso ele será apenas mais um que tenho que conviver durante o meu dia.
Estou sem muita paciência de escrever hoje, alias desde ontem que estou meio sem motivação. Na verdade o que tem me deixado assim é essa droga dessa crise outra vez que não me dá sossego. Me deixa agoniada, desconfortável e o tempo todo com medo, já que hoje não tomei remédio, gostaria de não ter que tomar. Essa madrugada foi uma tortura acordar as 4h e não conseguir dormir, por causa da sensação de achar que havia dor e ela estava aumentando. Agora não está diferente, mas espero cair na cama, apagar e só acordar amanhã de manhã com o despertador, se Deus quiser! O que queria registrar foi o retorno ao trabalho, que para mim foi o mais animado dos 3 anos que estou lá... mas não menos tumultuado e corrido. Vários atendimentos telefonicos e alguns pessoais. Fora o atendimento ao público interno e uma certa gracinha que tive que escutar outra vez, mas como diz a mama talvez o fato tenha mexido tanto com a pessoa que ela não consiga esquecer, o fato é que me deu vontade de perguntar quantas vezes ainda vai me jogar isso na cara... Voltei para casa caminhando, debaixo de um sol danado, até fiquei com algumas marquinhas, pra não perder o costume. Ah, outra coisa, a Cris me convidou para ir pra praia com eles, vejo uma esperança de ver o mar uma vez pelo menos!!! Viva!!!
Tudo corria bem, até que próximo da hora de me deitar fui surpreendida por uma dor, nem acreditei que aquilo estivesse acontecendo novamente. Tomei o remédio e pedi a Deus que ela não viesse tão forte. Apesar de ter dormido mal também não tive uma crise forte, mas foi assustador, hoje ainda está sendo, pq não estou 100%, só espero que se tiver algo para deixar meu corpo que vá bem rapidinho, pq segunda está aí e tenho muito trabalho a fazer. Não cheguei a produzir muito, salvo ter organizado armários e gavetas do quarto da mama e hoje limpei a casa. Tive uma supresa agradável hoje, ainda não vou dizer do que se trata, quero ver primeiro no que vai dar, o que vai acontecer. Está uma chuva muito agradável, mas aqui está abafado, agora está tocando NXZero - Pela Última Vez, acho que ouvi tanto isso indo e voltado de Curitiba que fiquei viciada. O bom é que não tenho ficado deprimida e isso é maravilhoso e vou continuar lutando para que tristezas como vivenciei no inicio de 2006 não se repitam. Acho que estar bem resolvida com esses fatos tem prejudicado meu poder criativo, mas em algum momento vou conseguir escrever a nova e terminar a velha, que já está bom demais. Enquanto isso preciso dar uma geral nos meus escritos, principalmente minhas poesias que andam espalhadas pelos quatro cantos e tentar participar de alguns concursos esse ano. Está na hora de marcar meu nome outra vez, afinal isso é muito importante para mim e minha promessa é apenas me preocupar com o que é importante e me faz bem, o resto é passado!
O dia continuou a toda. Resolvi revirar as gavetas, a estante e tentar deixar a aparência mais decente. No final acho que ganhei um pouco de espaço. E isso me deixou muito feliz. Agora estou em dúvida onde vou atacar amanhã. Ainda há vários lugares que precisam de uma ajeitada e talvez devesse mesmo atacar a última porta do corredor para na semana que vem tirar o tempo livre para estudar um pouco. Estou confiante de que tenho chance, está 14 pra 1 e preciso acreditar que sou capaz, senão quem acreditará? Agora falta pouco para retomar minha rotina e acho que no final das contas ainda cultivo aquele pensamento de me desligar antes dele, não sei algo dentro de mim persiste em dizer que será muito difícil em superar a ausência dele... Bem, ao menos o calor deu uma tregua, mas não sei por quanto tempo, preciso retomar minha rotina de exercícios físicos, pq até agora só fiz levantamento de garfo...
O ponto alto do dia foi arrumar meu armário... a coisa estava sinistra, mas agora tá bonitinho, falta muito ainda para eu organizar as coisas como desejo, mas só depende do meu empenho em tirar todas as tralhas espalhadas por aí do caminho para então, ganhar um pouco de espaço. Enquanto estou ocupada não penso besteira, mas tive dor de cabeça outra vez. Tenho tentado não estabelecer metas para meu dia-a-dia, mas sim hábitos que tornarão minha rotina, mais organizada, até pq se tudo der certo, vou precisar de toda a organização possível. Sei que não será fácil, mas é necessário que eu me habitue a ser organizada, a aproveitar melhor o tempo, pq senão vou ficar enrolada outra vez. Estava pensando agora, vou fazer o concurso de Jaraguá, mas nem sei pq... precisaria estar me preparando para ter alguma chance, a realidade é que nem sei o que quero. Gostaria mesmo de ter um pouco de paz, poder pagar minhas contas em dia e de preferência que eu pudesse fazer uma reserva, mas Deus sabe o que está reservado para mim e eu preciso lutar, lutar muito!
E chove nessa cidade... e trovoadas e tempestades percorreram meu dia tbm... nao fiz nada produtivo, nada que deve ser lembrado, apenas que trouxe do ano velho uma gripe, que continua comigo e o dia foi de ressaca, mesmo sem ter bebido o suficiente para ficar de "porre", o dia inteiro com dor de cabeça. Para falar a verdade agora ela me acompanhara no meu leito, mas espero que ela me deixe durante a noite para que pela manhã possa fazer algumas coisas que depois serão difíceis! Sei que temporais voltaram a acontecer, mas sei que fiz o que pude para permitir que a luz do sol imperasse nesse reino, mas nem tudo depende de mim... mesmo que eu não queira, sei que vou continuar tentando. Em tempo: recebi msg de feliz ano novo do Maycol, da Juli, da Cris, e uma especialissíma do San...